Primeiras linhas sobre Arbitragem

Crédito: ASCOM/PV

Consultor Jurídico da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Marcelo Barreto de Araújo aborda em livro as possibilidades que a Arbitragem gera para dirimir conflitos empresa-empresa. O auto destaca que A arbitragem nada mais é do que uma tentativa de se resolver conflitos humanos e vem prestando sua colaboração desde tempos imemoriais. "Conflito pode representar desavença, discórdia, luta, agressividade, hostilidade, violência, guerra e outros termos associados. Em psicologia, conflito representa a “vã tentativa do ego” (eu) de frustrar alter (outro)”, existindo sempre um estado de tensão quando um agente pretende que prevaleça contra o outro seus próprios interesses e vice versa. São tensões que geram distúrbios, desequilíbrios, estresse emocional, um estado latente de oposição entre indivíduos ou grupos, prejudicando as interações transindividuais ou coletivas", destaca um trecho da obra.

Download

  • Primeiras linhas sobre Arbitragem: Lei 9.307/1996 | Download

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.