Sumário Econômico 1515

Setor de serviços na lanterna da recuperação econômica

Ao contrário da agricultura, da indústria e do comércio, o setor encerrou 2017 com queda de 3,0%, segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Para 2018, a entidade projeta estabilidade (+0,2%). Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada dia 12/01 pelo IBGE, o volume de receitas do setor de serviços cresceu 1,0% na comparação entre os meses de outubro e novembro do ano passado, já descontados os efeitos sazonais. Com esse resultado, o setor interrompeu uma sequência de quatro variações mensais negativas, registrando, portanto, seu melhor desempenho desde o último mês de junho.

O perfil regional de endividamento e inadimplência das famílias brasileiras em 2017

Os dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), que a CNC divulga mensalmente, mostram que, em 2017, em média, 60,8% das famílias brasileiras declararam ter dívidas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro. No corte regional da pesquisa, que é feita em todas as capitais do País, a região Sul foi a que apresentou a maior proporção de endividados em relação ao total de famílias, com 81,0%, enquanto a região Sudeste, onde apenas 57,2% das famílias declararam ter dívidas desse tipo, teve o menor nível na comparação regional.

Como estão os estoques no comércio

A intenção dos comerciantes brasileiros de investir nos estoques cresceu +3,2% em dezembro de 2017, em comparação a dezembro de 2016, e atingiu o maior nível (87,7 pontos) desde setembro de 2015, como revelam dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O Índice de Investimentos em Estoques é um dos componentes da pesquisa Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado mensalmente com base em amostra de cerca de seis mil empresas do comércio espalhadas por todo o País.

Download

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.