CNC orienta empresários para a retomada dos negócios

AddToAny buttons

Compartilhe
08 A 09 mai 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Crédito
Fabio Louzada

08/05/2020

O vice-presidente Financeiro da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Leandro Domingos, participou hoje (08) de live transmitida pelas redes sociais da entidade, para falar sobre o lançamento do guia de retomada das atividades do comércio. Trata-se de trabalho com orientações sobre procedimentos práticos em áreas vitais como tributária, trabalhista, financeira e sanitária, cujo objetivo, destacou o dirigente, é dar suporte aos empresários na iminente reabertura dos negócios em todo o País.

Leandro, que também é presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac do Acre, enfatizou que o documento foi construído a muitas mãos por especialistas da CNC e já está disponível para consulta no Portal da Confederação. Lembrou que o guia também foi replicado nos sites de todas as federações de comércio e sindicatos filiados.

“É importante destacar que o conteúdo oferecido na cartilha é útil também para os empreendedores que trabalham com produtos essenciais, que não precisaram paralisar suas atividades durante a crise gerada pela covid-19.”

Guia

Leandro Domingos falou sobre alguns pontos do guia, como as normas dos Ministérios da Economia e da Saúde, detalhando as medidas provisórias e orientações técnicas que disciplinam o mercado durante este período de pandemia. Há links ao longo do documento que levam os empresários para o detalhamento das informações, lembrou.

Também importante são as sugestões em relação ao cronograma para retomada dos negócios. A aplicação prática, alertou, deverá aguardar as orientações das autoridades econômicas e de saúde da União, dos estados e dos municípios.

“Nesse processo de retomada dos negócios, o empresário do comércio tem muitas responsabilidades. As empresas têm que estar atentas em relação às medidas orientadoras divulgadas pela Organização Mundial de Saúde, bem  como dos órgãos sanitários dos entes federativos.”

O vice-presidente da CNC observou que a pandemia causada pelo novo coronavírus surpreendeu o mundo, desafiando até grandes nações desenvolvidas, que descobriram  não estar preparadas, em seus sistemas de saúde, para enfrentar um mal tão trágico como a covid-19. Em consequência, avaliou, muitas empresas fecharam suas portas e milhares de trabalhadores ficaram desempregados, “com baixa perspectiva no curto prazo de retornar ao mercado de trabalho. Estamos todos, empresários e trabalhadores, dependentes do surgimento de uma vacina que possa imunizar a população”.

Crédito

Outro alerta feito por Leandro Domingos é a precária situação do comércio, mesmo com a retomada dos negócios. “Se a empresa não vende, não tem como sobreviver. O governo precisa ter claro que, a partir de agora, a prioridade não será pagar impostos, mas manter a empresa e seus empregados. Temos que brigar por nossas empresas, que geram renda e dão emprego.”

Ele se referiu particularmente às micro e pequenas empresas (cerca de 98% do mercado), que  não conseguem acompanhar a velocidade de edição de medidas provisórias e, muitas vezes, não chegam a usufruir dessas medidas. Mas reconheceu que, entre as decisões do governo, ajudaram muito as MPs que beneficiam as empresas na área trabalhista, como a possibilidade de redução da jornada de trabalho e o cancelamento temporário de contratos.

Novo varejo

O dirigente chamou a atenção para pontos do guia, como a relevância do marketing digital, especialmente para os micro e pequenos empreendedores, que, no documento, tiveram a atenção especial da CNC, a partir da inclusão de ferramentas úteis para utilização. “A crise trouxe pontos positivos para o varejo, que nunca será mais o mesmo depois da pandemia. Há um grande ensinamento que a iniciativa privada deve encampar: é um caminho para crescer e se desenvolver. É uma mudança radical.”

Finalmente, Leandro Domingos informou que o guia pode ser consultado no site afavordobrasil.cnc.org.br. Para quem tiver dúvidas, há uma equipe de técnicos da CNC à disposição em falecomagente@cnc.org.br ou pelo Whatsapp (21) 99720-1376.