CNC Notícias 232

AddToAny buttons

Compartilhe
30 abr A 01 mai 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Crédito
Gecom

Novos desafios

Uma das várias consequências da pandemia é a dimensão adquirida pelo universo digital, cada vez mais importante para o dia a dia das pessoas.

Por necessidade, muitos recursos, ferramentas e plataformas tiveram que ser acelerados para atender à nova realidade imposta pelo distanciamento social.

O comércio de bens, serviços e turismo está no olho do furacão. As compras e as vendas on-line, que já vinham aos saltos nos anos anteriores, vão se consolidando como opção mesmo para aqueles que se mostravam reticentes até há pouco.

Uma nova variável entra nessa equação. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), o novo arcabouço legal que irá reger a forma com que os dados pessoais são tratados, está em vigor desde 18 de setembro.
Inspirada na legislação europeia, a LGPD brasileira traz um conjunto de regras e regulamentações que vai exigir atenção e muito cuidado por parte das empresas.

A lei privilegia os direitos dos titulares dos dados pessoais, trazendo como fundamento o respeito à privacidade. Isto significa que a coleta, o armazenamento, o tratamento e o uso das informações obedecerão a uma série de exigências, que começam com a necessidade de consentimento expresso do titular dos dados pessoais.

Como diz um dos especialistas ouvidos pela CNC, Fernando Nery, sócio-fundador da Modulo Security Solutions S/A, “praticamente nada é proibido, mas demanda processo e segurança”.

Nesta edição, a CNC Notícias busca dar uma ideia do que é a LGPD e de que forma o comércio de bens, serviços e turismo poderá se preparar para cumprir as exigências da nova lei.


Boa leitura!