Sumário Econômico - 1598

AddToAny buttons

Compartilhe
Sumário 1598
Crédito
GECOM/PV

Serviços tem melhor setembro do pós-recessão - De acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada em 12/11 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em setembro, o volume de receita do setor de serviços cresceu 1,2% na comparação com o mês imediatamente anterior, já controlados os efeitos sazonais. Esse foi o melhor desempenho do setor para meses de setembro nos últimos cinco anos e o maior avanço mensal de 2019. Considerando-se toda a série histórica da pesquisa, iniciada em 2011, atualmente, o volume mensal de receita de serviços ainda se encontra 10,7% abaixo do pico de atividade ocorrido em novembro de 2014 e apenas 6,2% acima do pior mês para o setor, maio de 2018. O setor terciário é responsável por quase 70% do Produto Interno Bruto (PIB) e 72% do emprego formal no País. Em relação ao mês imediatamente anterior, quatro dos cinco grupos de atividade apresentaram evoluções positivas, destacando-se as taxas dos serviços profissionais administrativos e complementares (+1,8%) e os serviços de transportes (+1,6%).

Como a crise na Argentina afeta o comércio exterior com o Brasil - O resultado das eleições na Argentina marca o retorno do peronismo ao poder central no país, com a vitória de Alberto Fernandes sobre Mauricio Macri. O desfecho levantou preocupações quanto ao ressurgimento da inflação e ao colapso do peso argentino, o que pode deixar o país com ainda mais dificuldades para pagar suas dívidas. A crise na economia argentina vem afetando também o comércio exterior com o Brasil, em queda desde o ano passado. A conjuntura na Argentina é considerada crítica, com a economia abalada por crises fiscal e cambial, e com dificuldades de superar a recessão. O país registra déficit primário há uma década e, mesmo com os cortes de gastos previstos no acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a dívida pública alcançou 86% do Produto Interno Bruto (PIB). Em 2017, a dívida representava 56% do PIB argentino.

Biomassa nos leilões de energia elétrica no Brasil - De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a geração de energia elétrica a partir da biomassa constitui uma atividade bastante relevante para o setor elétrico brasileiro. Contando com um parque de 13 gigawatts (GW) de potência instalada, as termelétricas à biomassa foram responsáveis pela geração de 52 terawatts-hora (TWh) em2018, 8,5% de toda a energia elétrica gerada no País. Do ponto de vista comercial, a maior parcela da bioeletricidade injetada na rede elétrica está atrelada a contratos de comercialização no Ambiente de Contratação Regulado (ACR), oriundos de processos públicos licitatórios na modalidade Leilões de Energia, para atendimento ao Sistema Interligado Nacional.

As últimas reuniões dos GT do Fórum Permanente das MPE - Nos dias 5, 6 e 7 de novembro, os representantes das Micro e Pequenas Empresas (MPE) no Fórum Permanente reuniram- se para fazer atualização do status das ações que vinham sendo desenvolvidas no âmbito dos Grupos de Trabalho (GT) de cada Comitê Temático (CT). Durante o encontro, foi possível acompanhar as iniciativas cujos resultados serão objeto de apresentação na plenária vindoura do Fórum no ano que vem. Vários assuntos se destacaram, como, por exemplo, no CT Formação e Capacitação Empreendedora, chamou muito a atenção o convênio firmado entre o Conselho Federal de Administração (CFA) e a Secretaria da MPE – leia-se Fórum Permanente.