Janeiro Branco: Sesc Acre reitera a importância do auxílio à saúde mental

AddToAny buttons

Compartilhe
25 A 26 dez 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Janeiro Branco convida todos a pensar em suas vidas pessoais e profissionais e também na qualidade de seus relacionamentos, gerando reflexões sobre a importância da promoção da saúde ment
Janeiro Branco convida todos a pensar em suas vidas pessoais e profissionais e também na qualidade de seus relacionamentos, gerando reflexões sobre a importância da promoção da saúde ment
Crédito
Divulgação

Em alusão à campanha nacional Janeiro Branco, o Sesc no Acre reitera a importância da promoção da saúde mental com o debate em relação às doenças como depressão, transtornos de ansiedade e estresse. Profissionais de saúde alertam para o aumento exponencial de casos, evidenciando o risco de uma população emocionalmente instável por meses e até anos.

Antes da pandemia, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) já apontavam que o Brasil tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população) convivem com o transtorno.

A campanha Janeiro Branco acontece no Brasil desde 2014 e põe em foco temas como saúde emocional, psicoeducação e harmonia nas relações, promovendo a prevenção de doenças mentais e emocionais. O Janeiro Branco convida todos a pensar em suas vidas pessoais e profissionais e também na qualidade de seus relacionamentos, gerando reflexões sobre a importância da promoção da saúde mental.

Auxílio
Estar atento aos sintomas é importantíssimo. Tristeza e medo são emoções básicas e fazem parte da vida de todas as pessoas e, quando ocupam a maior parte do dia e são acompanhados com alterações no apetite, sono, falta de energia, depressão, transtornos de ansiedade, estresse e outros sinais, é o momento de acionar a intervenção de um profissional.

Como ajudar:
– Informe-se sobre o assunto;
– Indique o endereço de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) em sua cidade;
– Transmita uma mensagem sobre o problema;
– Converse sobre o que você está sentindo com alguém em quem você confia;
– Grave um áudio ou um vídeo para as pessoas, auxiliando na prevenção do sofrimento mental;
– Formule uma mensagem positiva sobre como lidar com sofrimento mental;
– Divulgue as políticas públicas para promoção de saúde mental.