Mesa Brasil Sesc não para

AddToAny buttons

Compartilhe
18 A 19 set 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Neste período de pandemia, o Sesc tem se desdobrado na luta contra a fome e desnutrição, recebendo doações e fazendo com que elas cheguem às comunidades carentes.
Crédito
Divulgação Sesc

O Sesc contribui com as medidas preventivas de combate ao avanço do novo coronavírus, mantendo unidades fechadas para evitar aglomerações e disponibilizando diversas atividades por meio virtual.

Mas um de seus serviços se mantém ativo: o Mesa Brasil Sesc. O programa de segurança alimentar e nutricional continua a realizar o serviço de coleta de alimentos junto aos doadores e distribuição à entidades assistenciais, garantindo a refeição de milhares de pessoas em todas as regiões do país.

Por ano, o Mesa Brasil arrecada em média 40 milhões de quilos de alimentos, que são distribuídos a mais de 6 mil instituições cadastradas. O trabalho é feito em parceria com 3.3 mil empresas, que doam produtos fora do padrão de comercialização, mas ainda próprios para o consumo. Equipes especialmente capacitadas para este trabalho atuam na triagem dos alimentos e na logística de transporte.

Neste período de pandemia, o programa tem desdobrado sua atuação em outras frentes, promovendo ações que visam incentivar a solidariedade e ampliar o recebimento de doações.

Unidades

No Ceará, por exemplo, o Mesa Brasil vem contatando restaurantes e lanchonetes fechados por conta da pandemia, para oferta de transporte nas doações de alimentos perecíveis, que iriam estragar.

Em Goiás, uma parceria do Sesc com a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) ampara trabalhadores informais, que estão sem renda neste período de quarentena. A campanha “É hora de fazer a diferença” é realizada junto a empresários do comércio para coleta de alimentos, medicamentos e itens de higiene pessoal, que são encaminhados a OVG para confecção de cestas básicas, posteriormente distribuídas pelo Mesa Brasil.

No Distrito Federal, as doações estão chegando diretamente às famílias, por meio de cestas básicas. A ideia surgiu por conta da necessidade do isolamento social. Antes as pessoas se alimentavam diretamente nas instituições e com o atual cenário não conseguem ter o básico em suas casas para manter sua nutrição. Dessa forma, o programa vem montando os kits, que já atendeu mais de 33 mil pessoas.

Outras unidades do Sesc, em todo o Brasil, também se transformaram em doadores do programa. Mantimentos dos hotéis e lanchonetes da Instituição estão sendo revertidos às entidades cadastradas e comunidades carentes.

Além de alimentos, estão sendo distribuídos produtos de limpeza e higiene pessoal, essenciais na prevenção à Covid-19.