Parceria entre o programa Mesa Brasil Sesc e Uber vai entregar mais de 33 mil refeições em Fortaleza

AddToAny buttons

Compartilhe
22 A 23 jul 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Além de Fortaleza, foram contempladas Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Recife e Salvador
Além de Fortaleza, foram contempladas Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Recife e Salvador
Crédito
Divulgação

22/07/2020

Uma parceria entre a Uber Eats e o Programa Mesa Brasil Sesc vai garantir a distribuição de 33.072 refeições prontas para 25 instituições de Fortaleza. A iniciativa faz parte de um pacote de medidas de apoio, anunciado pela Uber em meio à pandemia do novo coronavírus, e conta com o apoio do Programa do Sesc, que atua como uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício.

Além da capital cearense, outras sete cidades (Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Recife e Salvador) também foram contempladas. Em Fortaleza, a ação começou na última semana.

De acordo com Regina Miranda, gerente do Mesa Brasil no Ceará, a distribuição das refeições vai acontecer de segunda a sexta-feira, até o fim de setembro. São 500 refeições entregues por dia, em cinco instituições de bairros diferentes. “De segunda a sexta-feira, serão 25 instituições contempladas. Cada instituição tem seu dia certo para receber”, esclarece Regina Miranda. Enquanto a Uber Eats doou a alimentação, coube ao Programa Mesa Brasil Sesc a parte social da ação: a seleção do público a ser beneficiado e a logística de entrega. Regina Miranda destaca que as refeições são preparadas diariamente e a distribuição inicia antes do meio-dia. “Às 10h30, as quentinhas estão prontas, e às 11h30 a distribuição já está sendo realizada”, conta.

Alimentação Digna

Para selecionar quem iria receber as refeições, foram levados em conta os bairros com os maiores números de casos de covid-19 e com maior índice de pobreza. No final, foi escolhida uma instituição em 25 bairros da capital, abrangendo as seis regionais da cidade. Dentre as beneficiadas estão associações, escolas, centros educacionais, rede de catadores, institutos e abrigos.