Secovi-DF comemora alta de 50% na arrecadação do ITBI

AddToAny buttons

Compartilhe
23 A 24 jul 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
"A crescente arrecadação do ITBI, neste período de pandemia, mostra a força do mercado Imobiliário", ressalta o presidente do Secovi/DF, Ovídio Maia.
Crédito
Freepik

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (Secovi/DF) comemora o aumento no número de vendas de imóveis no mês de junho, conforme os dados divulgados pela Secretaria de Economia do Distrito Federal na arrecadação do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) que é o tributo pago pelo comprador de um imóvel para oficializar a negociação. A variação foi de 52,32%, em relação a maio, e um recorde se comparado a 2018 e 2019.

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Economia do DF, o resultado obtido no primeiro semestre de 2020 demonstra uma variação positiva de 9,37% em relação ao mesmo período do ano passado. Também apresenta variação positiva de 47,2% em comparação com junho de 2019. Tal cenário demonstra um aumento significativo nos valores negociados no mercado imobiliário do Distrito Federal, indicando uma retomada e a volta à normalização dos negócios nos próximos meses.

Para o presidente do Secovi/DF, Ovídio Maia, os dados contrariam as expectativas negativas de alguns segmentos do mercado. “A crescente arrecadação do ITBI mês a mês, neste período de pandemia, mostra a força do mercado Imobiliário e só consolida a certeza de que investir em imóvel é o  lastro  para um futuro seguro”, comenta.

Segundo o Boletim de Conjuntura Imobiliária de Julho divulgado pelo Secovi/DF, com amostra referente ao mês de Junho, o índice de Rentabilidade Comercial apresentou seus maiores valores nas categorias Loja e Sala Comercial em Águas Claras de, respectivamente, 0,78% e 0,74%, além de Loja em Taguatinga com 0,70% de rentabilidade.

Já o índice de Rentabilidade Residencial do mês passado apresentou seus maiores valores em três categorias de imóveis, todos em Águas Claras: Apartamento 1 dormitório (0,57%), Quitinete (0,54%) e Apartamento 2 dormitórios (0,48%).