Sesc Ler SE Indiaroba distribui kits pedagógicos aos alunos para manter as atividades

AddToAny buttons

Compartilhe
29 A 30 jun 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
A diretora regional do Sesc, Aparecida Farias, diz que o objetivo da montagem e entrega dos kits é consolidar a aprendizagem.
Crédito
Fecomércio-SE

O Sesc Ler Indiaroba, em  Sergipe, não deixou os alunos desamparados no período de quarentena, provocado pela pandemia do novo coronavírus. Estão sendo entregues kits pedagógicos. O material engloba atividades de educação, saúde, cultura e lazer, para que os alunos pratiquem em casa.

“Os kits são entregues quinzenalmente em domicílio aos alunos que fazem parte do AJA (Alfabetização de Jovens e Adultos), PHE (Programa de Habilidades de Estudo), TSJ (Trabalho Social com Jovens) e do curso Território do Saber, reforçando ainda que “os kits trazem jogos, atividades e brincadeiras para entreter e ensinar, para fazer com que essas pessoas, além de estar na ansiedade do retorno das atividades, criem também aquele vínculo”, explica a diretora regional do Sesc, Aparecida Farias. Além da entrega dos kits, também está sendo realizado um acompanhamento pela internet dos alunos que possuem algum acesso à rede, algo que a coordenadora tem considerado bastante positivo.

Apesar disso, em alguns locais – principalmente nos povoados – nem todos têm acesso à internet. “Nesses casos dos povoados, estamos priorizando que um professor também vá com parte da equipe, pois aí os professores estão revendo os alunos e tirando dúvidas”, acrescenta a supervisora administrativa do Sesc Ler Indiaroba, Welma Garces.

Kits-lanche e cestas básicas

Além dos kits pedagógicos, o Sesc Ler Indiaroba também recebeu doações do programa Mesa Brasil, o que possibilitou a montagem de kits-lanche para serem entregues aos alunos.

“Fizemos uma força-tarefa no sábado e conseguimos entregar, cumprindo todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) em questão de prevenção”, reforça Welma