Sistema Fecomércio-BA disponibiliza unidades e técnicos de enfermagem à Prefeitura de Salvador para a campanha de vacinação da gripe

AddToAny buttons

Compartilhe
27 A 28 mar 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
As unidades a serem disponibilizadas são o Senac Sé e Senac Aquidabã, que contam com fácil acesso à população, além de áreas específicas das unidades Sesc em Piatã e no Aquidabã
Crédito
Fecomércio-BA

Nesta quinta-feira, 26 de março, o presidente do Sistema Fecomércio-BA, Carlos de Souza Andrade, enviou ofício ao Prefeito de Salvador e ao Secretário Municipal de Saúde, colocando à disposição duas unidades Senac e duas unidades Sesc para servirem como postos da campanha de vacinação da gripe e em outras ações de atenção primária à saúde, realizadas na capital baiana.

Além disso, a instituição irá custear 36 técnicos de enfermagem, capacitados pelo Senac, pelo período de 30 dias, para atuarem na campanha. Havendo necessidade, poderá postergar o período de trabalho desses profissionais por mais 30 dias.

As unidades a serem disponibilizadas são o Senac Sé e Senac Aquidabã, que contam com fácil acesso à população, além de áreas específicas das unidades Sesc em Piatã e no Aquidabã.

O Sistema Fecomércio-BA, por meio do Sesc e Senac, vem investindo em outras ações para mitigar os efeitos sociais da pandemia, a exemplo da oferta de cursos gratuitos do Senac no formato EAD.

“Estamos apoiando as duras medidas tomadas pela Prefeitura Municipal de Salvador para contenção da pandemia do coronavírus em nossa cidade. O Sistema Fecomércio-BA também deseja contribuir para vencermos juntos essa batalha, disponibilizando nossas instalações e profissionais de saúde”, declara o presidente Carlos de Souza Andrade.

A lista de cursos pode ser encontrada no site www.ba.senac.br e nas suas redes sociais.

Mesa Brasil

O Sesc, através do programa Mesa Brasil, realiza a coleta e distribuição de alimentos para instituições sociais, mobilizando as redes de supermercados e outros doadores para a coleta e distribuição de alimentos, contribuindo para reduzir a condição de insegurança alimentar e nutricional das populações vulneráveis.