Sistema Fecomércio-RJ atua na defesa dos empresários e apoia o governo na crise do Coronavírus

AddToAny buttons

Compartilhe
25 A 26 mar 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Sistema Fecomércio-RJ desenvolve ações integradas para combater a pandemia e mitigar seus impactos sociais
Sistema Fecomércio-RJ desenvolve ações integradas para combater a pandemia e mitigar seus impactos sociais
Crédito
Divulgação Sesc-RJ

25/03/2020

O presidente da Fecomércio-RJ, Antonio Florencio de Queiroz, colocou à disposição do Governo do Estado do Rio de Janeiro a estrutura física das 21 unidades do Sesc-RJ para o combate ao novo coronavírus. A utilização dos espaços - presentes em todas as regiões do estado - ficará a critério do governador Wilson Witzel e das autoridades. Entre as estruturas há desde salas de aula até ginásios e campos de futebol.

As unidades de Sesc-RJ – assim como as do Senac-RJ - estão fechadas desde o dia 13 de março, quando as primeira medidas de isolamento social foram tomadas pelos governos municipal e estadual. Desde estão os colaboradores da instituição trabalham em regime de escala ou home office, sendo que esta última modalidade predominou nos últimos dias em razão do recrudescimento das medidas contra a propagação do vírus.

Essa é mais uma das ações do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac do Rio de Janeiro na mobilização contra a pandemia e para mitigar os seus impactos sociais. Além da sua atuação junto aos órgãos de governo com o objetivo de preservar a atividade econômica e, por consequência, os empregos nesse período de crise, a Fecomércio-RJ adaptou a atuação de Sesc e Senac fazendo com que seus serviços cheguem à sociedade fluminense mesmo com as restrições impostas pelo isolamento social.

Propostas da Fecomércio-RJ em prol do empresariado fluminense

A Fecomércio-RJ que representa o setor de comércio de bens, serviços e turismo no estado - em sua grande maioria micros e pequenos empresários - está em contato próximo com as autoridades municipais e estadual, cobrando medidas compensatórias que visem a preservar os negócios e os empregos do setor. Por outro lado, está municiando o poder público com informações que ajudem na tomada de decisões por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec/RJ), com o monitorando de tendências de consumo e expectativa dos empresários do setor durante a crise.

A entidade propõe às autoridades seis medidas:

1) postergação do prazo para o recolhimento dos tributos federais, de forma total ou parcial, pelo prazo de 120 (cento e vinte) dias e, após referido período, o parcelamento sem multa de tais valores pelo prazo de 18 (dezoito) meses;

2) postergação do prazo para o recolhimento dos tributos devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional), de forma total ou parcial, pelo prazo de 180 (cento e oitenta dias) dias e, após referido período; o parcelamento sem multa de tais valores pelo prazo de 24 (vinte e quatro) meses, considerando a necessidade de tratamento diferenciado a estas empresas, previsto no Art. 179 da Constituição Federal.

3) carência de 120 (cento e vinte dias) dos parcelamentos em curso referentes a tributos pregressos;

4) desoneração de todos os tributos incidentes sobre a folha de pagamento pelo prazo de 90 (noventa) dias;

5) busca junto aos bancos estatais da criação de linhas de crédito de capital de giro para suprir o fluxo de caixa, com benefícios de carências e taxas incentivadas de longo prazo;

6) postergação dos prazos para entrega das declarações fiscais e contábeis e a suspensão dos prazos para a prática de atos processuais no âmbito da Receita Federal do Brasil pelo prazo de 120 (cento e vinte) dias.

Ações do Sesc-RJ seguem nos ambientes virtuais

O Sesc-RJ, por meio do programa Mesa Brasil, faz o intermédio entre doadores e entidades assistenciais, arrecadando e entregando alimentos e outros donativos a quem precisa. Com as equipes estão em quarentena, respeitando determinação das autoridades, o programa está trabalhando no recebimento de demandas das entidades assistenciais e orientando os parceiros doadores para que façam a entrega diretamente aos necessitados. O Sesc também atuou como doador, revertendo os alimentos de suas lanchonetes e hotéis para entidades cadastradas no programa Mesa Brasil, foram doadas 10 toneladas de alimentos para instituições e população de rua. As medidas visam ajudar a população mais carente, muitas vezes dependente de trabalhos informais, os mais impactados.

Com unidades fechadas, o grande contingente de pessoas – mais de 15 mil - que utiliza a estrutura do Sesc-RJ para se exercitar encontra na internet alternativa contra a ociosidade. Professores de Educação Física da instituição, em regime de home office, estão dando dicas, por meio das redes sociais da instituição, de como manter o corpo ativo mesmo em quarentena. A inciativa, batizada como #EmCasaComOSesc, está no Youtube, no Facebook e no Instagram oficial do Sesc-RJ. Nessas mesmas redes, encontra-se o AtiviSesc, um projeto já existente antes da pandemia e que oferece diversas atividades online, como de aulas de dança e ritmos, oficinas de técnicas artesanais, entre outras. 

O Sesc + Infância – projeto do Sesc-RJ que oferece atividades no contraturno escolar para crianças entre 6 e 12 anos – não está funcionando presencialmente, mas segue firme por meio virtual. Através do Whatsapp, professores do Sesc- RJ enviam tarefas para as crianças. O Whatsapp também está servindo de ferramenta para a interação de crianças entre 3 e 5 anos, da Educação Infantil. Já os cursos de Imersão em Língua Estrangeira e de Português, esses voltados a pessoas de todas as idades, estão acontecendo nas plataformas online, com atividades diárias como conversação, clube de leitores, leitura e redação, resumo de filmes, entre outras. O objetivo é manter, mesmo em quarentena, os vínculos entre os alunos e a sua saúde mental equilibrada

No outro extremo da pirâmide etária, técnicos do Trabalho Social com Idosos das unidades do Sesc-RJ interagem com esse público com jogos cognitivos e atividades e desafios que consistem em compartilhamento de poesias, vídeos e informações referentes à rotina do dia a dia.

O Sesc RJ é um dos maiores fomentadores da cultura no Estado do Rio de Janeiro e apesar da programação das atividades culturais estar suspensa, a instituição irá efetivar o pagamento dos contratos firmados com as produções. As atrações serão reagendadas quando as unidades reabrirem, sendo essa medida válida para todo o estado.

Atendendo as determinações das autoridades, o Sesc RJ paralisou suas atividades presenciais em saúde junto ao público. Porém, internamente, está prestando consultoria à diretoria e às demais áreas da instituição nas tomadas de decisões e também oferecendo esclarecimentos para os seus colaboradores em relação ao novo coronavírus. Comunicados internos e serviço de tira-dúvidas online têm como objetivo compartilhar informações claras e corretas sobre o vírus, com a intenção de preservar a saúde dos trabalhadores da instituição, além de torná-los multiplicadores dessas orientações.  

Senac-RJ oferta curso gratuitos a distância

O Senac RJ está oferece, em parceria com a Cisco - líder mundial em equipamentos de redes e internet –, cursos gratuitos em EAD (Ensino a Distância) na área de TI para levar o conhecimento aos alunos e incentivá-los a ficarem em suas casas neste período de prevenção ao Covid-19. Entre as oportunidades, que podem ser adquiridas em horários flexíveis, há opções de temas como Empreendedorismo, Inclusão Digital, Introdução à IoT (Internet das Coisas) e Introdução à Segurança Cibernética.  Os links de acessos para as inscrições estão disponíveis no site www.rj.senac.br, na seção notícias.

O Banco de Oportunidades do Senac-RJ promove até dia 27 de março a Feira Virtual Senac-RJ. Uma feira em ambiente virtual que com oportunidades de emprego e estágio oferecidas por grandes empresas do estado do Rio de Janeiro, com mais de 3000 vagas ofertadas através do programa. A Feira Virtual é aberta ao público em geral e tem destaque mais de 1500 vagas para técnicos em enfermagem, enfermeiros e médicos, que representarão um reforço no grupo de colaboradores de redes assistenciais privadas no enfrentamento ao Covid-19. A Feira Virtual Senac RJ inclui vagas para o setor de saúde em outros estados brasileiros. Para participar o candidato deve acessar o link rj.senac.br/feiravirtual, preencher um registro com suas informações e buscar as oportunidades dentro de seu.

O Banco de Oportunidades do Senac RJ é um serviço gratuito que aproxima alunos e empresas no mundo de trabalho. Atualmente, a plataforma já soma mais de 15 mil empresas parceiras e historicamente já registrou mais de 50 mil oportunidades de emprego.