"Amazone-se", o programa de retomada da Atividade Turística do Amazonas

AddToAny buttons

Compartilhe
23 A 24 set 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Com o programa “Amazone-se”, o governo e as entidades empresariais do turismo visam estimular a retomada da atividade turística no estado.
Crédito
Fecomércio-AM

No dia 18 de setembro, o governador Wilson Lima lançou o programa “Amazone-se”, que visa estimular a retomada da atividade turística no estado. Na ocasião, foi anunciada a abertura da Temporada de Pesca Esportiva da Calha do Rio Negro, que gera uma receita estimada de mais de R$ 80 milhões para o Estado, segundo a Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

“Desde o dia 1º de junho que o Estado do Amazonas está fazendo um trabalho de retomada das atividades econômicas, e nós estamos abrindo gradualmente. Hoje, nós damos mais um passo importante, que é a retomada das atividades turísticas, de forma responsável e seguindo todos os protocolos sanitários. Ontem, os primeiros turistas da pesca esportiva começaram a chegar, e aí a gente vai implementando gradualmente uma série de outras ações”, afirmou o governador, ressaltando a importância da parceria com o Governo Federal.

O turismo foi um dos setores mais prejudicados em todo o mundo por conta da pandemia da Covid-19. Segundo a pesquisa “Ambiente de Negócios do Turismo no Amazonas”, realizada pela Amazonastur, 86,32% das empresas do mercado turístico do estado tiveram diminuição de faturamento em razão da pandemia e 86,32% registraram redução do número de clientes.

Diante disso, o Governo do Amazonas começa a adotar medidas para estimular a recuperação do segmento, em parceria com a Embratur e o trade local. Entre as ações estão o ordenamento do setor, apoio ao empresariado e investimentos em promoção do destino Amazonas. Segundo a presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros, o estado recebe em média 600 mil turistas ao ano, mas tem potencial para avançar ainda mais no setor. “Nosso desafio enquanto Estado e nação é convencer as pessoas a visitarem o Amazonas, a viverem a experiência mágica de receber um abraço de fartura e de vida existentes aqui, colocando a atividade turística como uma das ferramentas do desenvolvimento econômico e social”, ressaltou Roselene.

Na cerimônia de lançamento do “Amazone-se”, também foi assinado um termo de cessão de imagens (vídeos e fotos) do Amazonas para promoção nacional e internacional pela Embratur.

Temporada de pesca

Com a abertura da Temporada de Pesca Esportiva da Calha do Rio Negro, que vai de outubro a fevereiro, a expectativa é que o segmento seja um dos principais impulsionadores do turismo neste momento de retomada no Amazonas.
O estado é o principal destino nacional para a pesca desportiva, atraindo brasileiros e estrangeiros que vêm atrás do “peacock bass”, o tucunaré, a grande estrela da atividade em áreas de rio.

Entrega de carta

Na solenidade, o governador Wilson Lima formalizou o pedido para que o Governo Federal mantenha diálogo com os Estados Unidos para retirada do Brasil do nível 4 de alerta aos norte-americanos em relação às viagens internacionais. Esse nível recomenda que o americanos evitem qualquer viagem ao exterior que não seja essencial.

Para acessar a cartilha disponibilizada pela AmazonasTur com detalhes do "Amazone-se", clique aqui.

*Com informações da Secretaria de Comunicação Social do Estado do Amazonas.