Especialistas e autoridades debatem o Turismo Social

AddToAny buttons

Compartilhe
04 A 05 jul 19
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Antonio Florêncio de Queiroz, presidente da Fecomércio-RJ, representou o presidente da CNC, José Roberto Tadros
Antonio Florêncio de Queiroz, presidente da Fecomércio-RJ, representou o presidente da CNC, José Roberto Tadros
Crédito
Christina Bocayuva
Cerca de 15 especialista, além de autoridades e mais de 200 convidados se reuniram nesta quinta-feira, dia 4 de julho, para debater o turismo social e responsável, durante seminário realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), no Rio de Janeiro.
 
Na abertura do evento, autoridades destacaram a importância do tema para o desenvolvimento do setor no País. O diretor da CNC, Alexandre Sampaio, que está à frente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da CNC, destacou o trabalho do Sesc, pioneiro nas atividades de Turismo Social no Brasil e a importância da modalidade, que é uma porta de entrada para inclusão de todas as camadas sociais na prática da atividade turística.
 
Representando o diretor geral do Serviço Social do Comércio (Sesc), Carlos Artexes, o gerente  de Lazer do Sesc Nacional, Anderson Dalbone, agradeceu a participação dos colaboradores do Sesc que trabalham com turismo social em todo o País. “Conceber e realizar iniciativas que geram o desenvolvimento humano, social e econômico por meio do turismo tem pautado nossa atuação, que vai de acordo com a finalidade do Sesc de contribuir para a qualidade de vida e bem-estar dos trabalhadores do comércio de bens serviços e turismo, seus dependentes e sociedade”, destacou Dalbone.
 
Representando o presidente da CNC, José Roberto Tadros, o presidente da Fecomércio-RJ e vice-presidente da Confederação, Antonio Florencio de Queiroz Júnior, afirmou que o turismo social é uma forma de promover maior participação e sustentabilidade no setor. “O Turismo Social, para nós, proporciona que as pessoas descubram o Brasil diariamente. Tem o poder de transformar vidas e gerar sonhos por meio da geração de renda e emprego”, defendeu Florencio.
 
O secretário de turismo do Estado do Rio de Janeiro, Otavio Leite, participou do evento e destacou na sua fala um trecho do código de ética do turismo mundial, que afirma que “o turismo é um espaço de desenvolvimento social e coletivo e é para todos”. Para Otavio Leite, eventos como o seminário possibilitam conhecer boas práticas e experiências que podem ser adaptadas e reproduzidas. “Vamos trabalhar e arregaçar as mangas. Cito o que diz nosso governador Wilson Witzel: o turismo será o novo petróleo para o estado do Rio”.
 
O evento é realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), com apoio da Fecomércio-RJ, da Associação Brasileira de Turismo Social (Abrastur) e da Organização Internacional de Turismo Social (OITS).