11 maio, 2018

“É preciso perder o medo de errar”

Felipe Pedroso, Marco Aurélio Sprovieri, Vinícius Lage e Julio Takano no Movin 2

Crédito: Paulo Negreiros

Felipe Pedroso, Marco Aurélio Sprovieri, Vinícius Lage e Julio Takano no Movin 2018

O painel “Produtividade do Setor”, apresentado após a palestra de Julio Takano em 8 de maio no Movimento para Inovação em Comércio e Serviços (Movin 2018), foi mediado por Vinícius Lages, diretor do Sebrae, que apresentou o palestrante Felipe Pedroso, presidente da Cia. do Sono, empresa especializada em venda de colchões. Felipe falou sobre a trajetória da empresa que, nos últimos anos, passou por uma mudança drástica no modelo de negócios da empresa.

Segundo Felipe, foi preciso mudar o rumo da companhia para proporcionar mais experiência ao consumidor. “Hoje as lojas precisam oferecer experiências ao cliente. Dar informação a quem quer consumir informação. Se na sua loja, por exemplo, o cliente não pode tocar nos produtos, abra um museu”, afirmou o empresário.

Felipe disse também que é extremamente necessário gostar do que se está fazendo e gostar, sobretudo, de pessoas, para fazer um negócio prosperar. “É preciso encantar o cliente, mas a gente só encanta quando nós estamos encantados”, disse, complementando que é preciso perder o medo de errar e continuar tentando sempre. “Quem não tenta, não consegue nada. É preciso errar nesse processo para aprender”, concluiu.

O diretor da CNC e vice-presidente da Fecomércio-SP, Marco Aurélio Sprovieri, finalizou o painel, reafirmando a importância de um evento como o Movin 2018 para trazer ideias novas e mostrar as tendências e oportunidades do varejo. Sprovieri ressaltou também a necessidade de os empresários possuírem uma visão 360 graus de seus negócios. “Está visão abrangente do negócio é o segredo da prosperidade. Quando você entende as necessidades do cliente, o volume de estoque, quem são os fornecedores, isso proporciona um entendimento melhor da sua empresa e também a aquisição de parcerias exclusivas e muitas oportunidades”, finalizou.

 

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.