1 December, 2016

Portal do setor imobiliário é destaque em reunião da CBCSI

CBCSI reúne-se na CNC em Brasília

Crédito: Paulo Negreiros - CNC

Mônica Carvalho apresenta o Portal dos Secovis

Adicionar aos meus Itens 

A Câmara Brasileira de Comércio e Serviços Imobiliários (CBCSI) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) se reuniu dia 29 de novembro, em Brasília, para avaliar as iniciativas implementadas ao longo de 2016 e para projetar ações futuras. O encontro do órgão consultivo da CNC foi conduzido por seu coordenador, Pedro Wähmann, e contou com a presença do vice-presidente Administrativo da Confederação, Darci Piana, e com a participação de representantes dos sindicatos de habitação (Secovis) de todo o País, constituídos por empresas de compra, venda, locação, administração de imóveis e dos condomínios residenciais e comerciais.

Um dos destaques do encontro foi o lançamento do portal dos Secovis (www.secovis.com.br), apresentado e explanado por Mônica Carvalho, do Secovi-Rio. “O portal disponibiliza serviços como o de busca da prestação de serviços realizados pelos sindicatos aos empresários do setor imobiliário. Ao todo, 23 Secovis de 17 Estados e do Distrito Federal passam a disponibilizar, através de um endereço eletrônico comum, informações de interesse do segmento”, explicou Mônica. Segundo ela, por meio do endereço eletrônico os usuários poderão ter acesso a informações sobre a realização de congressos, feiras e outros eventos; publicação de livros, revistas e cartilhas; oferta de cursos de qualificação profissional; realização e análise de pesquisas e panorama do mercado imobiliário; entre outros. Também foram revistos os trabalhos realizados nas áreas jurídica e administrativa dos cinco grupos de executivos da Câmara: Associativismo, Educação, Jurídico, Indicadores e Secovi Med.

Missão à Argentina

O vice-presidente Administrativo da CNC e presidente da Fecomércio-PR, Darcy Piana, relatou aos empresários da CBCSI detalhes da missão técnica das federações de comércio promovida pela CNC à Argentina, realizada de 14 a 17 de novembro em Buenos Aires. Piana destacou que um dos pontos altos da iniciativa foi a assinatura de um acordo de cooperação técnica entre as federações de comércio brasileiras e a Câmara Argentina de Comércio e Serviços (CAC), que prevê, entre outros pontos, o compartilhamento de informações, dados, estatísticas, experiências sobre políticas de investimento, transferência de tecnologia e cooperação econômica. “Nossa missão foi realizada com o objetivo de convencer os empresários argentinos a investir em nosso país”, disse Piana.

Atividade Legislativa e novas ações

Ainda durante a reunião, Laura Suárez, do Secovi-RJ, apresentou algumas proposições legislativas de interesse do setor em acompanhamento pelos Secovis, com apoio da CNC, por meio da Assessoria junto ao Poder Legislativo (Apel). Uma das propostas, de autoria do deputado Laércio Oliveira (CD-SE), vice-presidente da CNC, é o Projeto de Lei (PL) nº 1.491/2011, substituído pelo Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 61/2016, sobre modificações na contribuição sindical. Também foi tema de debate dos participantes da reunião a realização do 19º Congresso Nacional do Mercado Imobiliário (Conami), programado para ser realizado de 1º a 3 de novembro de 2017 em Salvador, na Bahia. “O 19º Conami reunirá as principais lideranças e os profissionais mais conceituados do mercado imobiliário para discutir o tema Mercado Imobiliário: Presente e Futuro”, disse Kelsor Fernandes, do Secovi-BA.

Atuação constante

O acompanhamento dos temas de interesse do segmento, em diversas esferas de atuação, também foi pauta do encontro na capital federal. “Nossas entidades, sempre que possível, devem estar próximas aos órgãos do Poder Judiciário, acompanhar palestras, eventos, manter contato com os juízes, para informá-los das questões vividas pelo setor no que cabe à Lei do Inquilinato”, apontou Leandro Ibagy, coordenador de Locação da CBCSI. “A visão para 2017 é próxima à de 2016. Talvez tenhamos um aumento da locação não residencial, ou no segmento comercial. Talvez, com muito trabalho, possamos pensar em um 2018 melhor, com respeito à compra e venda de imóveis no País”, ressaltou Ibagy. “O que esperar para 2017? Espero que seja de muita alegria, produtividade e fartura”, finalizou Pedro Wähmann.

 

Clique aqui para fotos

 

 

 

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.