25 July, 2016

Fecomércio-PR entrega prêmio Guerreiro do Comércio

Crédito: Bruno Tadashi

Darci Piana (C) entregou a comenda “Ordem do Mérito do Comércio do Paraná” ao juiz Sergio Moro

Adicionar aos meus Itens 

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio-PR) homenageou, em 22 de julho, empreendedores e trajetórias de sucesso do Estado, entregando o troféu “Guerreiro do Comércio” a 47 empresários dos sindicatos filiados. Foi a 11ª edição do evento.

Na mesma solenidade, realizada em Curitiba, receberam a comenda “Ordem do Mérito do Comércio do Paraná” o presidente da Federação da Agricultura (Faep), Ágide Meneguette; o presidente do Grupo Condor, Pedro Zonta; e o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato. A comenda foi entregue pelo presidente da Fecomércio, Darci Piana, e pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Piana, que também é vice-presidente Administrativo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), abriu seu discurso pedindo palmas “aos guerreiros que fazem as coisas acontecerem no comércio do Paraná”, bem como para os presidentes dos sindicatos e empresários presentes. O dirigente fez uma análise da economia estadual – o comércio representa 63% do PIB do Paraná – enfatizando que estão empregados atualmente 1,85 milhão de pessoas, mas pouco tempo atrás eram 2,1 milhões.

“Éramos 530 mil empresas e hoje muitas delas não existem mais. Tudo isso foi causado pela má gestão pública, que gastou mais do que arrecadou, e deixou mais de 12 milhões de desempregados no Brasil, além de uma inflação próxima dos dois dígitos e os juros próximos dos 15%. O País está endividado e precisa arrecadar impostos para cobrir um rombo que não fomos nós que fizemos.”

Em tom crítico, Darci Piana afirmou que a Fecomércio, ao conceder o troféu, faz um reconhecimento aos empresários “que trabalham o dia inteiro, dão emprego, pagam impostos e, muitas vezes, são atrapalhados por legislações incoerentes. Nós já tivemos outras crises, talvez não tão grandes quanto esta.”

Nessa mesma linha, o juiz Sergio Moro afirmou em seu discurso que os homenageados com o “Guerreiro do Comércio” deveriam se sentir ainda mais honrados em receber o prêmio durante o período de recessão. “Neste contexto econômico, é uma vitória persistir e acreditar no Brasil”, disse.

O magistrado disse esperar que o governo do presidente em exercício, Michel Temer, atue não só na economia, mas também no combate à corrupção. “O governo deve ter a percepção de que o problema do Brasil não está só na economia. É preciso aumentar as medidas de enfrentamento à corrupção sistêmica no País”, acrescentou.

Ele disse estar feliz pelo fato de “a Lava-Jato fazer parte de um processo de cura do País contra a corrupção sistêmica que, talvez, esteja com os dias contados. Se sim, poderá ser um momento brilhante da democracia brasileira, uma vitória que todos poderemos nos orgulhar.” Moro foi aplaudido de pé quando recebeu a comenda.

Troféu

A solenidade teve a presença de cerca de 1.300 empresários do comércio de todo o Estado, além de autoridades municipais, estaduais e federais e dirigentes do Sistema Comércio. Entre eles, os presidentes das federações de Comércio de Santa Catarina, Bruno Breithaupt, e de Alagoas, Wilton Malta, e o secretário-geral da CNC, Marcos Arzua.

Os homenageados receberam um troféu de bronze, confeccionado pelo artista plástico Luiz Gagliastri. A obra representa uma figura humana estilizada, com pés alados, fazendo alusão ao deus do Comércio, Mercúrio, que segura uma lança com uma pedra de cristal de rocha.

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.