21 September, 2018

República Dominicana discute tratados bilaterais com a CNC

ministro da Embaixada da República Dominicana, Marino Lacay, esteve na CNC

Crédito: Joanna Marini - CNC

Em representação ao presidente da CNC o consultor da Presidência da CNC, Roberto Nogueira, recebeu o diplomata Marino Lacay

O ministro da Embaixada da República Dominicana, Marino Castillo Lacay, esteve na sede da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em Brasília, no dia 20 de setembro, para tratar de relações bilaterais. O diplomata foi recebido pelo consultor da Presidência da CNC Roberto Nogueira, em representação ao presidente da entidade, Antonio Oliveira Santos.

Oportunidades comerciais em tratados bilaterais, assim como iniciativas da República Dominicana em relação ao turismo, foram tratadas na visita. “Estreitar laços comerciais entre a República Dominicana e o Brasil seria ótimo para ambos os países”, disse Lacay.

A razão principal no desejo da Embaixada de se aproximar da CNC e das Federações filiadas deve-se à formalização de atos de cooperação já firmados pelos dois países.

O ministro já esteve na Fecomércio/SP e na Fecomércio/PR, onde tratou de possíveis trocas de experiências. 

Na visita à CNC, Lacay falou das 53 Zonas Francas que o seu país implantou visando a possíveis negócios com a Zona Franca de Manaus, onde poderá ser recebido pelo presidente da Fecomércio-MA, José Roberto Tadros.

Entraves à economia e ao crescimento do Brasil foram pontuados pelo visitante. As altas taxas comerciais impostas pelo governo brasileiro às ações de comércio internacional foram apontadas como principal fator responsável pela fuga de empresas e de investidores do País, que, por sua vez, tenta atrair investimentos. O PIB da República Dominica cresceu em média 6% nos últimos dez anos, afirmou o ministro.

Em relação ao turismo, Lacay afirmou sua admiração pela natureza e cultura do País. Ele sugeriu ações para o desenvolvimento do setor em larga escala. “Sabemos que o Brasil tem muito potencial em vários aspectos que podem ser mais bem trabalhados, como o turismo. Queremos oferecemos nosso know-how, para melhor atrair turistas a explorarem as belezas dos dois países”, disse o representante da República Dominicana.

Relações com o Sistema Comércio

Em maio de 2019 será realizada na República Dominicana a Feira Agroalimentar, que, segundo Lacay, representa boa oportunidade para uma missão comercial de dirigentes da CNC visitar o seu país.

Novo encontro entre a CNC e a República Dominicana, por meio de seus representantes diplomáticos, deve ser realizado em 2019, desejo externado pelo ministro Marino Castillo Lacay.

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.