21 February, 2018

Segs inicia novo ciclo com modelo mais integrado à realidade sindical

O Sistema de Excelência em Gestão Sindical (Segs) chega ao Ciclo 2018 com um modelo mais dinâmico, integrado e adequado à realidade das entidades sindicais. Com o advento da Reforma Trabalhista e o fortalecimento da negociação coletiva como importante instrumento nas relações de trabalho, as entidades sindicais precisam investir em inovação, de forma a aumentar a sua representatividade e buscar a autossustentabilidade, visando agregar valor às empresas representadas.

O Segs evoluiu para facilitar o alcance desses objetivos, auxiliando as entidades no aperfeiçoamento dos seus processos e recursos humanos e, consequentemente, gerando maior impacto em seus resultados.

Com novidades para 2018, o Segs passa a ter um modelo baseado nos seis eixos da atuação sindical, apresentados no Congresso Nacional do Sicomércio, em 2015, e que, desde então, norteiam as ações da Confederação: Relações Sindicais, Atuação Legislativa, Atuação Gerencial, Produtos e Serviços, Comunicação Institucional e Representações.

Eixos da atuação sindical

O novo modelo propicia às entidades identificar seus pontos fortes e suas oportunidades de melhoria, utilizando uma estrutura metodológica consistente e amplamente reconhecida, que permite a realização da avaliação da maturidade de gestão e atuação sindical. O modelo também proporciona envolvimento de todas as áreas e setores nos processos de avaliação e melhoria da entidade.

Para apoiar o trabalho das entidades sindicais, foram desenvolvidos novos sistemas pela Gerência de Tecnologia da Informação da CNC. O Sistema de Avaliação Sindical (SAS) possibilita às entidades a avaliação de seus principais processos dentro de cada um dos seis eixos de atuação. Os multiplicadores das federações conseguem gerenciar o progresso da avaliação dos sindicatos e interagir facilmente com os avaliadores.

Já o Sistema de Gestão por Objetivos (SGO) permite às entidades o gerenciamento de seu desempenho por meio da definição de objetivos, indicadores, metas e planos de ação para cada eixo de atuação. Sendo possível a geração de relatórios que facilitam aos gestores no processo de tomada de decisão.

Outra ação exclusiva para os participantes do Segs será a possibilidade de capacitações e consultorias para apoio no desenvolvimento das entidades sindicais. A inovação neste contexto está na estruturação de trilhas de conhecimento para o desenvolvimento da entidade e seus colaboradores de acordo com as necessidades identificadas no processo de avaliação. Consolidando assim um programa que alinha a identificação de oportunidades e ações de melhoria.

É portanto salutar para as entidades sindicais, que desejam se reinventar e se fortalecerem, que apliquem o Segs neste novo formato, possibilitando assim uma atuação reconhecidamente mais positiva pelas empresas representadas.

Para saber como participar, entre em contato com a Federação a qual a entidade sindical é filiada.

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.