18 August, 2015

Faturamento de serviços recua pelo 16º mês seguido

Crédito: Reprodução

Adicionar aos meus Itens 

A receita bruta do setor de serviços acumulou alta de 2,3% no primeiro semestre de 2015, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada hoje (18) pelo IBGE. O crescimento no ano tem sido puxado pelo comportamento da receita dos serviços profissionais, técnicos e administrativos prestados às empresas (+6,0%). O resultado apurado pela PMS foi o pior para um primeiro semestre desde o início da série histórica, em 2013.

De acordo com a Confederação Nacional do Comercio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em termos reais a variação nos preços dos serviços apurados pelo IPCA nos 12 meses encerrados em junho (+7,9%) – menor taxa desde setembro de 2012 – levou o faturamento real do setor de serviços a registrar queda pelo 16º mês seguido (de 5,9%). “Os dados ainda não são dessazonalizados pelo Instituto em virtude do reduzido número de observações da série da PMS. Educação, saúde e serviços financeiros estão fora da pesquisa. Ainda assim, as atividades investigadas respondem por mais de 1/3 do valor adicionado bruto gerado pela economia brasileira”, explica Fabio Bentes, economista da CNC.

Acesse a análise completa da CNC no link abaixo.

Download

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.