16 February, 2017

Campanha Água pra Viver mobiliza comerciários e empresários sergipanos

Adicionar aos meus Itens 

O presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac de Sergipe e vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Laércio Oliveira, dará início no dia 20 de fevereiro à campanha Água pra Viver, em prol da população atingida pela seca que assola o interior de Sergipe desde o ano passado. 

A campanha visa sensibilizar a sociedade para a doação de água potável para consumo humano, em qualquer quantidade, nas unidades do Sesc, Senac e nas instituições empresariais que estão dando apoio a esta iniciativa, como a CDL Sergipe (Câmara dos Dirigentes Lojistas), FCDL (Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas), Acese (Associação Comercial e Empresarial de Sergipe) e Fórum Empresarial de Sergipe. A água será distribuída nas regiões que necessitam de ações urgentes, e o trabalho de coleta e entrega será realizado pelo Programa Mesa Brasil Sesc, rede nacional de combate à fome e desperdício de alimentos. 

Segundo Laércio, a mobilização dos servidores do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac pela iniciativa é de suma importância na motivação dos comerciários, familiares e amigos. “A solidariedade é a força motriz, e a união de esforços amenizará a situação de centenas de famílias que resistem ao flagelo da seca em nosso Estado. Hoje precisamos ajudar nossos irmãos sertanejos, que têm sofrido muito com a seca. Tenho andado pelo interior sergipano e visto a dura realidade do que está acontecendo. Por isso, decidi que era hora de nos mobilizar para ajudar as pessoas nesse momento”, disse. Laércio Oliveira tem se reunido com organizações governamentais e da sociedade civil com o objetivo de chamar atenção para um problema de repercussão nacional, que tem dizimado rebanhos e colocado centenas de famílias em situação de vulnerabilidade social. “Já foi decretada emergência em 30 municípios. Um número muito alto, quase metade do Estado está em situação de gravidade por causa da seca. Precisamos reagir e mudar esse cenário”, enfatizou o presidente da Federação.

 

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.