13 July, 2017

Fecomércio-SC debate retomada do crescimento com parlamentares em Brasília

Vice-presidente da CNC Laércio Oliveira (ao microfone) participa de evento promovido pela Fecomércio-SC com parlamentares

Adicionar aos meus Itens 

A Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina (Fecomércio-SC) e os parlamentares da bancada do Estado se reuniram para um café da manhã, em 12 de julho, no Restaurante Senac da Câmara dos Deputados, em Brasília. No encontro, apoiado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), foram debatidas medidas para a retomada do crescimento econômico.

O evento contou com a presença do vice-presidente da CNC Laércio Oliveira e do chefe da Assessoria junto ao Poder Legislativo (Apel/CNC), Roberto Velloso. A pauta da reunião deu segmento às discussões sobre projetos e investimentos para o Estado de Santa Catarina em áreas como educação e infraestrutura. No âmbito nacional, estiveram na pauta da discussão as reformas trabalhista, previdenciária e tributária, além da situação econômica do País.

O presidente da Fecomércio-SC, Bruno Breithaupt, chamou a atenção dos parlamentares para a importância de se pensarem medidas para retomar o crescimento sustentado da economia. “Como empresário e presidente da Fecomércio-SC, a perda de potencial na atividade econômica e o baixo poder de compra do consumidor me preocupam”, afirmou. E destacou que as entidades empresariais devem agir unidas em prol dos setores produtivos nacionais e alertou os parlamentares para a causa.

Laércio Oliveira agradeceu o convite para contribuir para o debate da bancada catarinense e concordou que o alinhamento das entidades representativas é fundamental ao desenvolvimento do País. “Precisamos, juntos, trabalhar pelo crescimento do setor produtivo, que é o que gera empregos tão necessários à nossa sociedade. Nós amargamos momentos difíceis nos últimos anos e precisamos agir para que as empresas se fortaleçam e possam contratar mão de obra novamente”, disse.

Ainda no âmbito econômico, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte, destacou o crescimento que Santa Catarina tem apresentado nos últimos anos e apontou melhorias que devem ser pensadas. “O índice de desenvolvimento regional indica um crescimento do nosso estado maior que a média nacional. Nós criamos empregos e estamos exportando produtos, mas o nosso custo de produção também é maior do que a média brasileira. Precisamos trabalhar para que nossos produtos não saiam da fábrica em desvantagem”, observou.

A rejeição a qualquer inclusão de dispositivos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018 que retirem recursos do Sistema S foi unanimidade entre os participantes da mesa. “Retirar um terço dos recursos do Sistema S prejudicaria muito a eficiência e eficácia dos diversos serviços prestados à sociedade pelas entidades que o compõem”, afirmou o presidente Bruno Breithaupt.

Também foram pontos de destaque na discussão a busca de apoio do Ministério de Minas e Energia à modernização da rede elétrica do meio rural em Santa Catarina, que não está adequada ao produtor, e a garantia de recursos que permitam a conclusão das diversas obras rodoviárias que estão sendo feitas no Estado.

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.