6 November, 2014

Aumento de encargos financeiros para a geração de empregos temporários

Aumento de encargos financeiros para a geração de empregos temporários

Crédito: Ascom/CNC

Aumento de encargos financeiros para a geração de empregos temporários

Adicionar aos meus Itens 

José Augusto Delgado, ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), elaborou parecer jurídico sobre a aplicação da base de cálculo do Imposto Sobre Serviços (ISS) pelas empresas de locação de mão-de-obra temporária. Para ele, a base de cálculo do ISS no agenciamento da mão-de-obra temporária deverá ser exclusivamente sobre a taxa de agenciamento. Acesse abaixo a íntegra do parecer de Delgado.

Roberto Lopes, advogado da Divisão Sindical da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), destaca a pertinência do conteúdo: "O estudo do ministro Delgado contribui para desonerar as empresas que atuam no segmento do comércio de prestação de serviços de trabalho temporário. Entendemos, tal qual o articulista, ser incorreto vincular o fato gerador do ISS ao contrato de trabalho celebrado entre o empregador e o empregado ou, pior, calcular a exação sobre a remuneração dos valores pagos aos empregados, mesmo porque a prestação de serviço ocorre entre a empresa tomadora de serviço e a contratada, nos termos do contrato de prestação de serviços", afirma. Segundo Roberto, são figuras jurídicas distintas, "daí porque seria correto afirmar que, o ISS seja tributado apenas pela taxa de agenciamento e não sobre o valor total da nota fiscal". 

 

Download

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.