9 junho, 2016

Cetur debate o turismo pós-Olimpíadas na Câmara dos Deputados

Crédito: Felipe Maranhão

Presidente do Cetur fala na Câmara dos Deputados sobre estratégias para estimular a vinda de turistas estrangeiros para o Brasil

Adicionar aos meus Itens 

O presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Alexandre Sampaio, participou de uma audiência pública na Câmara dos Deputados, no dia 8 de junho, em que foram debatidas estratégias para estimular a vinda de turistas estrangeiros para o Brasil no período pós-Olimpíadas. Para Sampaio, sediar o maior evento esportivo do mundo é uma oportunidade única para o Brasil se inserir definitivamente como destino turístico no roteiro internacional e, consequentemente, impulsionar a economia.

Para alcançar esse objetivo, Sampaio observou que não há uma fórmula para o sucesso, mas é preciso se espelhar nas cidades que souberam aproveitar e preservar o legado da competição, como Barcelona, que sediou as Olimpíadas em 1992, e Londres, em 2012. “Barcelona se tornou uma referência cultural, polo de negócios e destino turístico internacional. Já na capital britânica, o setor contribui com mais de 36 bilhões de euros anuais e suporta cerca de 700.000 mil empregos”, disse.

As principais medidas definidas pelo Cetur para que o Brasil também possa desfrutar do legado das Olimpíadas foram citadas por Sampaio na audiência. “A Embratur precisar atuar com mais flexibilidade e autonomia na busca por parcerias e recursos, devemos apoiar ações para captação de eventos esportivos e culturais de repercussão mundial e utilizar os centros esportivos como espaços de excelência para receber atletas de todo o mundo, e transformar o Brasil em referência para treinamento de alta performance da América Latina”, afirmou.

O chefe de Divisão de Operações de Promoção Comercial do Ministério das Relações Exteriores, Jean Fernandes, afirmou que o Itamaraty está buscando parcerias com entidades do segmento de turismo para apoiar a causa. “Esperamos que os turistas estrangeiros se tornem multiplicadores para os seus compatriotas virem ao Brasil futuramente. O Itamaraty vai intensificar a divulgação do Brasil, especialmente em mercados prioritários, como China e Rússia, e também em mercados tradicionais, como Estados Unidos e Europa”, disse.

Com os discursos alinhados, o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), autor do requerimento da audiência, e o presidente da Comissão de Turismo, deputado federal Herculano Passos (PSD-SP), concordaram que a continuação da vinda de turistas estrangeiros após os Jogos Olímpicos depende de investimentos em publicidade. “Os jogos serão um evento tão bom para o Brasil quanto foi a Copa, mas é preciso melhorar a infraestrutura e a divulgação do país como ponto turístico não pode parar”, avaliou Herculano. 

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.