União Européia

No que tangem as Relações Internacionais, a CNC tem por objetivo auxiliar na coordenação de políticas e de atividades relativas ao comércio exterior de bens e serviços, incluindo o turismo, com vistas a promover o comércio exterior, os investimentos e a competitividade internacional do País, isso nas mais diversas searas, como: Coalizão Empresarial Brasileira (CEB), Conselho Empresarial Brasil - Argentina (CEMBRAR), Ministério das Relações Exteriores (MRE), Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Câmara de Comércio Exterior (CAMEX), Apex-Brasil, entre outros.

Em virtude do tamanho do mercado e inúmeras searas envolvidas a União Europeia tem sido um dos principais focos da política externa brasileira, com o qual o Mercosul tem travado uma negociação de 20 anos. O Brasil e a União Europeia assinaram em 1992, entrando em vigor em 1995, um Acordo de Terceira Geração, com disposições mais completas do que as previstas no antigo Acordo-Quadro de Cooperação. O novo Acordo visa a ampliar a cooperação nos campos comercial, econômico, científico e tecnológico. As dúvidas ainda persistem nas negociações do lado europeu, em função da estratégia de negociar em "duas fases". Em uma primeira fase, garante abertura de parte do comércio agora e definindo completamente as ofertas de liberalização somente após as negociações da Organização Mundial do Comércio.

Arquivos para download