Política Nacional de Resíduos Sólidos

A gestão integrada de resíduos sólidos deve ser encarada como um grande sistema interligado onde os governos federal, estadual e municipal devem investir em estruturas que se complementem e que sejam capazes de integrar os processos secundários que envolvam as cooperativas de recicláveis, os sistemas de logística reversa e as empresas de gestão de resíduos sólidos que atuam nos segmentos corporativos. Tais processos constituem-se em um grande desafio, não somente para os empresários da indústria, do comércio e para os consumidores, mas também para o poder público de todas as instâncias, que precisam adequar-se ao novo modelo, em que a coleta seletiva passa a ser o principal canal de descarte.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), além de obrigações, constituiu diretrizes para o estabelecimento de boas práticas ambientais, incluindo todos os segmentos empresariais independentemente do seu porte ou área de atuação.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mantém seu compromisso com as questões ambientais, orientando suas federações filiadas e o empresariado nacional ligado ao comércio de bens, serviços e turismo para a observância e cumprimento de legislações, normas, regulamentos e acordos internacionais.

Arquivos para download